Blog

Internet: Saiba quais países estão na frente em questão de velocidade

A Akamai Technologies, Inc., empresa de Internet americana, sediada em Cambridge/Massachusetts, divulgou pUblicamente relatório anual com os dados sobre as conexões de internet ao redor do mundo. As informações coletadas mostram como está a situação de tráfego global e dados das melhores e piores conexões de cada região.

Recentemente, divulgamos uma notícia comentando sobre o panorama geral do Brasil e como ele se compara a alguns dos principais territórios na América. Ocorre que o relatório tem uma série de outras informações que merecem atenção. Separamos o top 3 de cada área e os três países que têm as conexões mais lentas.

– Aqui estão os melhores países para se usar a internet:

1. Coréia do Sul, com velocidade média 22,1 Mbps

2. Japão, com velocidade média 13,3 Mbps

3. *Hong Kong, 12,5 Mbps
*Hong Kong apesar de ser uma cidade Chinesa, é uma região de administração especial e por isso seus dados são mostrados separadamente.

 

– E os piores em questão de velocidade:

1. Filipinas, com sua velocidade méida 1,8 Mbps

2. Indonésia, com sua velocidade média 1,5 Mbps

3. Índia, com sua velocidade méida 1,4 Mbps

 

Infográfico: Brics

Infográfico: Brics

Você deve estar se perguntar: “Tá, mas e o Brasil?”

A situação do Brasil não é das melhores, mas, pelo menos, não estamos na última posição do ranking.
A sua conexão de internet está de acordo com os dados coletados ou sua operadora disponibiliza planos mais robustos? Fique ligado, pois em breve vamos trazer um artigo falando sobre a situação das conexões móveis pelo mundo.

A primeira coisa que vale destacar diz respeito ao número de IPs em nosso país. Ainda que apresentemos um número bem tímido (apenas 34 milhões de IPs) se comparado aos Estados Unidos (que está no topo com 158 milhões de IPs), somos o país com o maior crescimento na tecnologia IPv4, disponíveis na IANA (Internet Assigned Numbers Authority) para usuários finais e Provedores de acesso à Internet.

A nossa solução de cache o Hyper está adaptada tanto para as tecnologias IPv4 quanto IPv6, que é a versão mais atual do Protocolo de Internet. A internet sofreu e vem sofrendo um grande aumento nesse numero de hosts, devido a diversos fatores e com isso foi previsto há algum tempo o esgotamento desse modo de endereçamento. Originalmente oficializado em 6 de junho de 2012, o protocolo IPv6 está sendo implantado gradativamente na Internet e deve funcionar lado a lado com o IPv4, numa situação tecnicamente chamada de “pilha dupla” ou “dual stack”, por algum tempo. A longo prazo, o IPv6 tem como objetivo substituir o IPv4, que só suporta cerca de 4 bilhões de endereços IP.

 

 

Via TecMundo