Blog

Netflix bloqueia recursos que utilizam VPNs para alterar proxy e localização

Texto Por Edivaldo Brito Por TechTudo

Seguindo o mesmo caminho de outros serviços de stream de vídeos, o Netflix também está começando a bloquear os assinantes que acessam o seu serviço via VPN, proxy e outras ferramentas que contornam as restrições de geolocalização para assistir filmes disponíveis apenas no acervo dos EUA.
A medida visa atender exigências dos complicados acordos de licenciamento que o Netflix tem com os produtores de conteúdo. Apesar do Netflix estar está disponível apenas em algumas dezenas de países, cada um deles possui uma biblioteca de conteúdo diferente, sendo a do Estados Unidos, a maior delas.

Como e quem usa?
Acontece que alguns usuários tentam contornar essas restrições de conteúdo e de acesso, usando VPNs ou outras ferramentas de evasão que mudam a sua localização geográfica. Com isso, eles conseguem ter acesso direto à biblioteca do Netflix dos EUA, burlando regras de vendas em outros países. Já houve queixas de fontes da indústria de entretenimento na Austrália, reclamando de dezenas de milhares de Netflix “VPN piratas” que estavam prejudicando seus negócios, violando contratos locais.

O que foi bloqueado?
Para fazer valer sua política de uso, durante as últimas semanas o Netflix começou a tomar medidas contra pessoas que usam certas ferramentas de evasão. Um exemplo disso foi o aplicativo Netflix para Android, que começou a forçar o uso de Google DNS para dificultar o uso de DNS baseados em “desbloqueadores de localização”. Várias faixas de IPs de VPN’s também foram alvos de bloqueio.

Apesar disso, até o momento as ações são um pouco limitadas, por isso nem todos os usuários de VPN podem ter problemas. No entanto, o provedor de VPN TorGuard reportou que percebeu um aumento nos problemas de acesso por seus usuários, a partir de meados de dezembro do ano passado.
No caso da TorGuard os usuários conseguiram rapidamente recuperar o acesso novamente, entrando em outro local dos Estados Unidos. Além disso, parece que alguns dos esforços de bloqueio temporário foram, provavelmente, uma espécie de teste para uma distribuição em grande escala em data posterior.

Acesso através de plugins
Assim como em VPN e proxy, usuário que tentam acessar o serviço dos EUA com plugins como o Hola, podem podem encontrar problemas. Nos testes do TechTudo, esse recurso não funcionou, indicando que o mesmo também foi bloqueado pelo Netflix. Posteriormente, em um novo teste o Hola funcionou plenamente, o que leva a crer que os bloqueios podem aparecer em alguns momentos e em outros não.

Enquanto esses bloqueios indicam a chegada de uma abordagem mais agressiva por parte do Netflix, também fica claro que por mais que se esforce, o bloqueio definitivo ainda é um sonho impossível. A empresa não tem como saber quais acessos são tentativas de contornar suas “tecnologia de detecção de desvio de geolocalização” e existem usuários que usam VPN e proxy para obter privacidade.
A verdade por trás desse evento é que o bloqueio de VPN e proxy “piratas” tornou-se uma prioridade para os estúdios de cinema. Isso porque os serviços de streaming não conseguiram introduzir contramedidas adequadas e agora eles estão sendo cobrados pela aplicação das regras estabelecidas nos contratos.

“As políticas de VPN da Netflix não mudaram. Cruzar fronteiras virtuais para acessar o conteúdo da Netflix é uma violação dos termos de uso devido a restrições no licenciamento do conteúdo para cada país. Utilizamos medidas padrão da indústria para prevenir esse tipo de acesso”, explica.

_________________________

Via Torrent Freak